Máquina de reciclagem inteligente disseca baterias para salvá-las

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

O cofundador e CEO da Circu Li-ion, Antoine Welter, diz que a máquina de reciclagem de sua startup pode diagnosticar baterias em segundos. “Sabemos exatamente quais células podem ser reutilizadas e quais não podem”, disse ele ao TechCrunch na segunda-feira.

PUBLICIDADE

A Circu Li-ion tem porquê objetivo salvar células de bateria utilizáveis ​​de trituradores. A máquina da startup luxemburguesa identifica as baterias pela sua fisionomia, através de IA e de uma crescente “livraria de baterias”; separa as células de outros materiais, porquê caixas de plástico e placas de PVC; e determina o estado de saúde das células.

Células em ótimo estado podem ser usadas em mobilidade. Quando sua quesito for razoável, eles poderão armazenar força renovável. E as células que não passam pelo incisão vão para uma unidade de reciclagem.

Os recicladores geralmente transformam as células em volume negra e recuperam metais valiosos por meio de fundição ou lixiviação. Toneladas de componentes são misturados e perdidos no processo.

PUBLICIDADE
A máquina da Circu Li-ion separa as células da bateria de seus invólucros correspondentes e outros materiais, como placas de PVC.

A máquina da Circu Li-ion separa células de bateria de invólucros de plástico e outros materiais, porquê placas de PVC. Créditos da imagem: Giro de íons de lítio.

“Há muitos materiais valiosos que podemos retirar e que não precisam ser descartados em um triturador”, disse Welter. A Circu Li-ion afirma que “mais de oito em cada dez células em uma bateria em término de vida não estão, na verdade, em término de vida”.

Welter ficou silente quando questionado exatamente porquê a máquina determina a integridade da bateria.

“Coletamos mais de 25 pontos de dados por célula” por meio de testes EIS (Espectroscopia de Impedância Eletroquímica), disse Welter. “E com base nesses dados, podemos – com um delta de 1,2% – instituir o quão saudável a célula ainda está.” O CEO explicou que testar uma célula antiga é porquê interpretar os anéis de uma árvore. “Você pode reconhecer padrões diferentes e ver quão boa a célula ainda é”, acrescentou.

Um braço robótico gigante laranja está empoleirado na máquina da Circu Li-ion.

Créditos da imagem: Giro de íons de lítio

A Circu Li-ion ofídio dos fabricantes e recicladores o uso de suas máquinas e software. Também opera uma instalação em Karlsruhe, Alemanha, onde desmonta baterias.

Nas suas vidas passadas, por assim manifestar, Welter trabalhou porquê investidor e consultor B2B, enquanto o cofundador e CTO Xavier Kohll ajudou a produzir um “coração totalmente sintético e macio” na ETH Zurich, uma universidade de investigação suíça.

No início deste mês, a Circu Li-ion garantiu tapume de 4,8 milhões de dólares (4,5 milhões de euros) em financiamento de capital liderado pela BonVenture, além de tapume de 4,2 milhões de dólares (4 milhões de euros) em doações anteriores do Acelerador do Juízo Europeu de Inovação.

A startup disse que os US$ 9 milhões combinados em financiamento inicial a ajudariam a dimensionar seu protótipo de negócios de máquina porquê serviço. A Circu Li-ion disse que também pretende edificar o “maior” repositório de dados de reciclagem de baterias do mundo.

Pablo Oliveira
Pablo Oliveirahttp://pcextreme.com.br
Sou diretamente responsável pela manutenção, otimização, configuração e SEO de todos os sites de minha propriedade. Além disso, atuo como colunista, editor e programador.

Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos recentes