A FTC não está satisfeita com as demissões da Microsoft Activision Blizzard

Advertising


A Percentagem Federalista de Negócio dos EUA certamente não está satisfeita com a decisão da Microsoft de prescindir 1.900 funcionários do seu negócio de jogos.

Conforme detectado pela Bloomberg, o órgão governamental escreveu uma missiva ao Nono Tribunal de Apelações dos EUA dizendo que as demissões – que estão impactando os trabalhadores da gigante Call of Duty – contradizem as declarações que a gigante Xbox fez ao tentar obter a aprovação da compra. ; nomeadamente que a Activision Blizzard operaria de forma independente logo que o negócio fosse fechado.

Advertising

A FTC afirma que a eliminação de milhares de empregos pela gigante Xbox “mina” a sua capacidade de “ordenar uma ajuda eficiente”. A organização continua, dizendo que a compra da Activision Blizzard pela Microsoft criou uma sobreposição que resultou nessas demissões. A FTC avalia que o tribunal deveria ter interrompido a fusão dos dois gigantes dos jogos enquanto se aguarda a epílogo do julgamento interno da própria FTC.

A Microsoft foi autorizada a comprar a Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões em 2023, depois uma longa guerra lítico com reguladores de concorrência em jurisdições ao volta do mundo.

Advertising

No início de 2024, a Microsoft anunciou que estava demitindo 1.900 funcionários de sua subdivisão de jogos, muro de 8% do quadro de 22.000 funcionários.

“Ao continuar a sua oposição ao harmonia, a FTC ignora a veras de que o próprio harmonia mudou substancialmente”, disse um porta-voz da Microsoft ao PCGamesInsider.biz.

“Desde que a FTC perdeu no tribunal em julho pretérito, a Microsoft foi obrigada pela mando de concorrência do Reino Unificado a restruturar a compra globalmente e, portanto, não adquiriu os direitos de streaming em nuvem para os jogos da Activision Blizzard nos Estados Unidos. Ou por outra, a Sony e a Microsoft assinaram um harmonia vinculativo para manter Call of Duty no PlayStation em condições ainda melhores do que a Sony tinha antes.”



Pablo Oliveira
Pablo Oliveirahttp://pcextreme.com.br
Sou diretamente responsável pela manutenção, otimização, configuração e SEO de todos os sites de minha propriedade. Além disso, atuo como colunista, editor e programador.

Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos recentes